Scroll Top

Cancelada Redação do Enem?

Cancelada Redação do Enem?

Prova de Redação do Enem 2016 pode ser anulada!
A redação do Enem 2016 pode ser anulada através de pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF-CE) do Estado do Ceará.

Justiça mantém validade das redações do Enem
A validade das provas de Redação do Enem estão mantidas. A Justiça Federal decidiu, nesta quarta-feira (9), por indeferir o pedido do Ministério Público Federal para anular todos os textos escritos pelos candidatos que compareceram ao exame.

O Ministério Público Federal (MPF-CE) entrou com pedido à justiça para anular da redação do Enem 2016, a prova foi aplicada no domingo, dia 06 de novembro de 2016, no segundo dia de provas do Enem 2016.

O exame de 2016 sofre com algumas acusações de fraudes, tendo a Polícia Federal feito a pressões e prisões de envolvidos na ocorrência, a operação da PF é chamada de Embuste, e prendeu ao todo 10 pessoas em Estados do país, a quadrilha recebia até 180 mil pelo gabarito do Enem 2016.

Vazamento das provas do Enem 2016

A Polícia Federal e a coordenação do Enem 2016 no Estado do Ceará confirmaram as fraudes, porém não foi informado com ocorrerão.

Durante a prova de domingo, dia 06 de novembro, um participante foi preso, pois tinha a redação já feita antes da divulgação do tema, comprovando assim o vazamento do tema antes do início das provas, o mesmo estudante recebeu via mensagem o gabarito das provas na manhã do dia de aplicação do exame.

Foram presas mais participantes já com a redação pronta durante o exame. Em alguns Estados também teve algumas pessoas presas suspeitas de fraudar o Enem 2016.

Na operação a Polícia Federal usou disfarce, onde se passavam por fiscais de provas do Enem 2016, e fizeram as prisões assim que os fraudadores deixavam as provas.

Uma operação chamada Jogo Limpo, foi feita no Macapá (AP), também prendeu pelo menos 1 pessoa com prova de redação pronta.

A Delegada responsável informou que o mais comum é a presença de um participante piloto durante as provas, que passa através de ponto eletrônico as respostas aos demais, porém no Enem 2016 alguns participantes receberam as informações antes das provas, intensificando assim o suposto vazamento das provas do exame.

Protocolado o pedido de anulação do Enem 2016

Foi protocolado o pedido de anulação do Enem 2016, na manhã do dia 07 de novembro, pelo procurador do MPF do Ceará, Oscar Costa Filho.

O principal motivo alegado é que a prova fere a isonomia, o pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF-CE) será julgado em poucos dias.

A ação do procurador é baseada nas apreensões e prisões feitas pela Polícia Federal nos dias de provas do Enem 2016. O procurador deseja que a prova seja suspensa e tenha efeito nulo.

O procurador do MPF do Ceará, Oscar Costa Filho disse que os fatos comprometeram a lisura do exame e o diretor de milhões de estudantes ao acesso ao ensino superior de forma igualitária.

Tema da redação do Enem 2016 é muito semelhante a vazamento ocorrido em 2015

No Enem 2015 houve vazamento de uma suposta prova de redação do Enem 2015, o tema de prova era justamente sobre intolerância religiosa no século 21, o tema é bem parecido com o tema deste ano do Enem que foi escolhido pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o tema Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) afirmou que o fato não se trata de temas iguais, e o conhecimento prévio do estudante nesse tema da suposta redação de 2015 não influenciou em sua elaboração de sua redação no Enem 2016, pois o suposto tema de 2015 não dá a chance do estudante desenvolver um texto com proposta de intervenção que respeite os direitos humanos, contrariando assim os pressupostos contidos no edital do exame do Enem 2016.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) afirmou que houve apenas uma coincidência entre os assuntos, que isso não afeta em nada o exame do Enem 2016. Essa ocorrência não está ligada às prisões e apreensões realizadas pela Polícia Federal em suas operações contra a fraude no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em sua edição do Enem 2016, feitas nos dias 05 e 06 de novembro.

Participantes do Enem 2016 não serão prejudicados

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão responsável pelo Enem 2016, informou que os participantes do Enem 2016 não devem ser prejudicados por essas operações, que junto com a Polícia Federal esclarecerá os fatos ocorridos no exame, e garantiu que não deve haver prejuízos aos estudantes que participaram do exame nos dias 05 e 06 de novembro.

O Ministério da Educação (MEC) informou que manterá o empenho para fazer toda a apuração necessária, evitando possíveis prejuízos aos participantes do Enem 2016.

O Ministério da Educação (MEC) informou que os casos de fraudes que foram identificados estão sob investigação e que serão verificadas as possíveis responsabilidades de cada um dos envolvidos nas fraudes no exame.

Ações do MPF-CE

O MPF-CE já tinha feito um pedido para suspender as provas do Enem 2016, nos dias 05 e 06 de novembro, o pedido foi motivado pelo adiamento das provas de 240 participantes do Enem, pois os locais de provas desses estudantes estavam ocupados por manifestantes que protestam contra a PEC 241 e também contra a Reforma do Ensino Médio, a decisão do adiamento das provas desses estudantes para os dias 03 e 04 de dezembro, foi considerado pelo MPF-CE falta de isonomia, não oferecendo as mesmas oportunidades para todos os estudantes, porém o pedido foi negado, sendo as provas aplicadas normalmente para os demais estudantes.

Cancelada Redação do Enem?
4.77 (95.33%) 30 votos

Sobre o autor | Website

Blog voluntário informativo sem vínculo com os órgãos responsáveis pelo Exame Nacional do Ensino Médio.

5 Comentários

  1. Ana Carolina disse:

    Quando entraram com pedido para que nossas provas fossem adiadas para fazermos a prova junto com os alunos que vão fazer em Dezembro o pedido foi negado, fizeram todos nós fazer a prova e a redação esse fim de semana, enfrentamos sol e chuva, tivemos nossa privacidade invadida tendo que ir ao banheiro com acompanhantes como se fossemos presidiários, para que não tivesse cola na prova tão importante para o Brasil e para milhares de alunos, agora depois que passou o ministério do Ceará quer simplesmente entrar com um pedido para cancelar? Quem vai reembolsar nosso cansaço? As dores de cabeça? Dores nas costas ? No pescoço? Duas a três horas perdidas para fazer uma redação para simplesmente ser cancelada?
    A decadência desse país dessas pessoas desonestas me enoja.

  2. Leidiana Alves disse:

    Sinceramente acho que estas pessoas precisam dentro de uma decisão serem contestadas e terem suas provas anuladas,não tendo todos que pagar pelo o que elas ocasionaram.Sou contra o cancelamento tendo em vista que o sistema também apresenta falhas que gerou tal situação.

  3. Desejo ver minha pontuação do enem .

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.